Título Original:  The Mortal Instruments: City of Bones
Autora: Cassandra Clare 
Páginas: 459 páginas 
Editora: Galera Record 

Sinopse: Clary Fray, 15 anos, decide passar a noite em uma boate da moda em Nova York, e o maior de seus problemas provavelmente seria lidar com o troculento segurança da porta, certo? Errado. Clary testemunha um crime, e não um crime qualquer: um assassinato cometido por três adolescentes cobertos por enigmáticas tatuagens, brandindo armas esquisitas. Para completar, o corpo da vítima desaparece no ar.
Clary quer ligar para a polícia; quer gritar; quer chamar seu amigo, Simon, que ficou na boate enquanto ela teve a infeliz ideia de perseguir o menino bonito de cabelo azul… Mas como explicar a eles que ninguém mais na rua os assassinos, apenas ela? Como provar que houve um crime se não há rastro algum do sangue do garoto morto — aliás, era mesmo um menino?
Mas ela nem tem tempo de tomar uma decisão; logo os assassinos se apresentam para a estranha mundana que não deveria vê-los, mas vê. Jace, Alec e Isabelle são Caçadores de Sombras, guerreiros cuja missão é proteger o mundo que conhecemos de demônios e outras criaturas. Vampiros que saem da linha, lobisomens descontrolados, monstros cheios de veneno? É por ai mesmo. E depois desse primeiro contanto com o Mundo das Sombras, e com Jace — um Caçador que tem a aparência de um anjo, mas a língua tão afiada quanto Lúcifer —, a vida de Clary nunca mais será a mesma. Mesmo.


Bom a sinopse já tá ai, já tem filme, todo mundo deve conhecer a história, então vou me ater ao que eu achei do livro e falar de alguns personagens.
Esse foi definitivamente o livro que mais me estressou desde Lua Nova+Eclipse e talvez juntando ao fim da saga Fallen, o que não o torna um livro ruim, pelo contrário a história é muito boa, a descrição da Cassandra Claire me fez ter vários surtos, e o livro t achei de mini post its por eu sempre marcar partes que gostei e tal. Porém alguns personagens que me dão nos nervos. A começar pela principal; Clary, ou Clarissa como queiram chama-la, é a típica mocinha com síndrome de [Bella Swan] inferioridade que se acha feia e blablabla, enfim, ela é ruiva, tem olhos verdes, magra e baixa,... Ruiva natural, apenas quero deixar meu total desprezo por ela se achar feia contando com esse fator, conheço uma boa meia dúzia de garotas que matariam pra serem ruivas naturais, e aposto que não são as únicas. E vamos combinar Clary é um pé no saco, mas dá pra se acostumar com ela, e no final ela até melhora um pouco; ou seu ódio pelo personagem que ela odeia faz você ser complacente com a dita cuja.

Jace, o Caçador de sombras, “mocinho”, etc, etc, tem um humor que, como bem colocado pela Thaila, “dá vontade de estapeá-lo”, sim algumas vezes senti isso, mas ele não me irrita no decorrer do livro, gostei de como o personagem dele foi montado, de como ele se dá bem sendo um caçador, da agilidade e rápido raciocínio dele com os demônios e afins. No entanto nos últimos capítulos ele e o Valentin conseguiram me fazer ter o maior ataque de ódio da face da terra mesmo já sabendo do spoiler bombástico. A fugaz fé cega dele depois de saber a suposta verdade – ainda não engoli aquilo, de maneira alguma – e pseudo mudança de lado me irritou de uma maneira que eu quase destruí meu livro. Mas enfim, no geral, e depois quando ele volta a raciocinar descentemente, eu gosto dele.
Isabelle, outra caçadora da sombra, e na minha humilde opinião a personagem feminina mais legal do livro, foi uma das que mais gostei. Queria que a Clary tivesse pelo menos um pouco da personalidade dela, ia ser bem mais fácil de aturá-la. A garota vive dando umas boas alfinetadas na Clary no começo do livro, é protetora com o irmão e ainda zoa o Jace a sua maneira. Resumindo, é bem resolvida, em sua primeira aparição já da pra perceber isso. Izzy é demais, apenas.
Hodge e Luke fora aos dois personagens que mais me conturbaram a sua maneira, embora já suspeitasse do que aconteceria com o Luke com a postura dele até o meio do livro – quando os garotos invadem a casa e tal – não tinha a mínima ideia do fator leader de grupo do fim, mas ele me surpreendeu, e Hodge também, de formas contrárias. Bem, pelo menos agora eu sei quem vai ser meu “Sr. Dos Livros” favorito.
Não vou falar de Valentim, o vilão, resumindo, ele é um crápula maquiavélico da pior das espécies, Fazia tempo que não sentia tanto ódio de um vilão como fiquei dele. Se pudesse entrar no livro e mata-lo esganado eu o faria.
Ah! E antes que eu me esqueça: Eu amei o Magnus Bane, e antes que reclamem que foi pelo fator asiático do ser, não; Eu ameio o  humor dele, aquele jeito despreocupado, quase que entediado que – aparentemente – pouco liga para os outros; Simon que me desculpe mais eu ri a beça do “Não tem por quê” do episódio do rato. E claro ele aparecendo – mesmo que apenas “narrativamente” – no final, me gerou mini surto. E não vamos esquecer da descrição dos olhos dourados com pupilas verticais como as de um gato, já que, para mim, é esse o fator que mais seduz no Mr. Bane...
 

No geral City Of Bones é um ótimo livro, conflituoso em relação a alguns personagens, chocante no final se você não fizer como eu e souber de spoiler antes, mas mesmo que souber fica em choque; Cassandra Claire me deixou muito frustrada/raivosa/desamparada quando tacou a verdade sobre os filhos de Morgenstern na “minha cara”. Aquilo foi desconcertante, mesmo já sabendo antecipadamente. E o melhor de tudo a história de amor dos principais não sobrepuja a trama em sim, ela continua lá totalmente instigante, e eu definitivamente amei isso.
Tenho apenas uma reclamação quanto a impressão, não sei no das páginas amarelas está assim, mas a revisão da Galera Record nesse de folhas brancas está terrível, travessões inexistentes ou tortos, Jace virando Jack dentre outros erros. Da pra relevar pela história, mas é irritante, muito irritante.

É agora posso ver o filme. XD


2 Comentários

  1. Pryh não, você não quer que as pessoas terminem de ler a resenha, com esse gif do Bane... Olha a covardia. Tive q me virar p/ conseguir ler sem aparecer a imagem... u.u

    Quanto a revisão e impressão, até nas edições de páginas amarelas, são tensas... =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é que eu não queira que leiam é que não da pra não por um gif dele por aqui, animar os areas e tal kkkk

      Imaginando você com a pagina primeiro tampando o gif embaixo e depois descendo tudo pra não aparecer ele. kkkk

      Eu percebi e fiquei muito frustrada com isso, falta de cuidado e atenção da Galera.

      Excluir