Olá leitores, bom para quem estava querendo me atirar da ponte com os pés amarrados em um bloco de cimento fiquem calmos, a primeira resenha que prometi chegou. Antes de mais nada quero deixar bem claro que é a primeira vez que tento fazer algo do tipo, então não espere um resenha de nível alto. Enfim, graças a minha recente tendência a dar fim as paginas de "Paixão" (série Fallen) e aos três livros da série "Hush, Hush" - cujo primeiro eu já havia terminado, mas resolvi reler pra refrescar a memória - acabei decidindo por resenhar uma fanfic com o tema Anjos. Então vamos lá!


Titulo: Angel | Autora: Bia Haack |
Site: Fanfic ObsessionCategoria: Outros - Finalizadas
Descrição (pelo site): E se um anjo aparecesse para te ajudar?
Gênero: Drama/Romance. | Classificação: 10 (suicídio) |
Tipo: Shortfic - Interativa | Paginas: 9 (Calibri - Margem 2x2 - Tam11 ) |
Grau de interatividade: 100% - Não consegui se quer imaginar com quem foi escrita.


A começar pelas perguntas, não sou uma das melhores pessoas para dizer isso (Doce Implicância que o diga), mas com o tempo aprendi que as autoras/betas devem tentar cortar o máximo de perguntas possíveis na hora de scriptar, nossa fiction de hoje conta com doze delas, das quais algumas poderiam ser retiradas, mas no fim a estória compensa.
Por contar com um anjo naestória, "seu salvador" como a autora intitula, a fic possui aqueleclima meio mítico, o qual muitas pessoas se agradam, por ser velado pelassensações de um sutil suspense, leveza - apesar das nuances dramáticas que aautora aborda já nas primeiras palavras da fic. Particularmente adorei a descrição que a autora faz do Anjo, enquanto o leitor decorre os olhos pelaslinhas a imagem angelical vai se formando em sua mente, ao ponto de conseguir uma visualização mental das belas asas que são descritas. Além disso, os diálogos bem montados fazem com que as cenas subseqüentes e seus acontecimentos - apesar do tema fictício - tomem um tom natural, fácil de se imaginar acontecendo, eaté mesmo divertido.
Ao chegarmos ao meio da narração a autora volta a abordar nuances dramáticas em decorrência do "acordo" feito entre a protagonista e o anjo, que tenta dissuadi-la de um suicídio. Nesse momento ela revela ao anjo o fato que a levou a decisão precipitada, levando o leitor direto a cena de quatro dias no passado, e fazendo com que nossas mentes imaginem perfeitamente os detalhes que ela narra, assim como transmite seu sofrimento.
O rapaz com quem ela faz par entra em cena, assim como a melhor amiga, novamente somos levados a sentir o que se passa no interior de suas mentes. Revelações, não tão difíceis de imaginar, são feitas e fazem a história mudar de rumo. Mais uma vez a naturalidade com que a autora trabalha o personagem do anjo aparece no dialogo e em suas ações.
Ao final da história as ultimas peças que faltavam se encaixam e a autora aborda uma forma doce de surpresa para o desfecho da protagonista. Mas, em minha opinião, o que mais me agradou foi o "fim" para a parte angelical da história, o qual - apesar de ser uma ideia imaginável no decorrer da narração - não salta aos olhos do leitor.
A gramática é boa, livre de erros e com uma leitura fácil, desprovida de termos rebuscados o qual desagradam algumas pessoas, mas sem deixar de seguir as normas cultas que regem a língua portuguesa. O leitor tende a sentir seus olhos correndo pelos parágrafos sem nem perceber . Uma dica pessoal: leia a fic ouvindo algum instrumental de acordes leves e dramáticos, para que assim você possa mergulhar ainda mais no clima.


2 Comentários

  1. vc sabe de alguem que faz fanfics sobre a segunda guerra?

    ResponderExcluir
  2. Não conheço não, já tentou buscar no FFOBS? Ou no Google sei lá

    ResponderExcluir