As Vantagens de Ser Invisível de Stephen Chbosky
Editora Rocco - 224 Páginas
 
As Vantagens de Ser InvisívelSinopse: Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, o livro reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe - a não ser pelo que ele conta ao amigo nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.
As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir "infinito" ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se real ou imaginário.
Íntimas, hilariantes, às vezes devastadoras, as cartas mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. Um jovem que não se sabe quem é ou onde mora. Mas que poderia ser qualquer um, em qualquer lugar do mundo.


Acho que terminei esse livro em choque, as últimas vinte páginas voaram, e acho que preciso lê-lo novamente e prestar mais atenção a alguns detalhes. Não sentia essa vontade de ler novamente o livro assim que termino desde P&P. Uma coisa é fato, foi muito bom adiar o filme antes de ler, acho que eu não teria o mesmo impacto que tive agora.
Quando decidi incluir As vantagens de ser invisível na minha lista de compras não dava nada pra ele, já tinha visto alguma coisa sobre a história mas não me lembrava muito, mas mesmo assim algo nele me chamou atenção e eu aproveitei a promoção e acabei levando. Quando o peguei para ‘dar uma olhada’ (e tentar me distrair do fato que os outros dois que mais queira ler no final de semana não haviam sido entregues) acabei lendo a primeira parte toda. No começo estranhei um pouco o formato das cartas, e a primeira impressão é que parecia confuso, mas depois de pegar o ritmo foi uma boa leitura. Hoje ao pegá-lo outra vez simplesmente engoli o restante do livro entre o final da tarde e agora a noite.  
Com o passar das páginas você vai se identificando ao Charlie, o entendendo, rindo de suas experiência ou sentindo pelas mesmas; ora o ‘Caro Amigo’, ora se sentindo infinito como o próprio protagonista. Mas, mais do que esse poder de te desconectar do mundo e se prender a história, o que mais gostei no livro foi o poder reflexivo, de prestar atenção em coisas simples, coisas que eu já tentava prestar atenção, porém que vejo que posso dar ainda mais valor a elas. E também a pensar sobre o que realmente queremos, não só deixando-se levar pelos outros...

Mais do que qualquer coisa AVDSI é um livro sobre amizade, escolhas e reações, e reflexão sobre o que nos faz ser quem somos e como nos sentimos com isso e as pessoas/coisas a nossa volta. E claro, com um final que pode demorar um pouco a ser absorvido, e talvez seja isso que o torne tão incrível.


Deixe um comentário