522184_295504597226987_1197144653_n_large

Era muito cedo quando ela despertou de seu sono. Tivera um sonho que não conseguia lembrar-se direito, o que a irritou e a fez se levantar, indo sentar-se junto à janela. Os primeiros raios de sol começavam a despontar atrás das linhas irregular do horizonte, iluminando levemente as arvores ao longe. O céu tinha um tom degrade de um roxo azulado a um lilás que se misturava aos tons rosa e alaranjados trazidos pelo amanhecer.
Um suspiro saiu de seus lábios enquanto seus olhos fechavam-se ao render-se a uma memória indeterminada que aquele quadro trazia-lhe. O canto de seus lábios arqueou num sorriso e por um segundo ela quase pode sentir-se abraçada. O problema era esse ‘quase’, que fez o sorriso tornar-se um pouco menor e seus olhos brilharem úmidos. Sentia saudade mesmo sem saber direito do que.
Talvez não devesse perguntar-se do ‘que’ e sim de ‘quem’, mas ainda assim a situação era complicada. Impossível de se por em palavras, mas cujos sentimentos intrínsecos em si tinham matéria quase palpável. Mas era esse o problema, essa palavra que se repetia em todas as vezes que ela tentava explicar aquilo estava deixando-a ansiosa, inconformada com esse meio termo estranho em que se encontrava.
Por outro lado, não sabia o que aconteceria sem esse meio termo. ‘Ruim assim, pior sem’ a frase resumia bem. Além disso, de alguma forma esse ‘quase’ a impelia a buscar as respostas completas. A impulsionava a buscar por aquilo que ela queria encontrar, mesmo sem saber ao certo o que era. Talvez o não conhecido sempre lhe tenha agradado, ou talvez... Esse fosse exatamente o ponto e esse desconhecido não lhe fosse tão incógnito assim... Bem pelo contrário...


Um Comentário

  1. Você não estaciona nunca?? Rsrs. Sempre que leio um texto novo seu vejo, mesmo que de forma singela, algum tipo de progresso. Não há necessidades de elogias a forma suave como descreve a situação, isso já é algo normal de seus textos. Mas pela primeira vez não senti aquela necessidade de "ler mais". Esse texto se bastou. E isso é um ponto positivo.

    ResponderExcluir