A chuva caia pesada do lado de fora mantendo a frente fria que se apossara da noite. Mas aqui dentro eu me mantinha perfeitamente  aquecida, e isso não timha relação alguma com o cobertor sobre mim. O que me matinha aquecida era o contato do corpo quente que se moldava ao meu e pelos braços possessivos que me envolviam a cintura. O contato de sua pele a minha era como lava a uns minutos atras, e tal como essa ainda mantinha o calor por um bom tempo. Eu também podia sentir sua respiração suave acariciar meu pescoço e me manter relaxada. Lá fora podia estar caindo um temporal mas aqui dentro era só calmaria...

Por: Priscila M. Santos  (@Lee_Pryh) – 27/01/2012 – 07/06/12


Deixe um comentário