Lua em Capricórnio

A posição Natal da Lua no Signo de Capricórnio é típica das pessoas que não gostam de demonstrar o que sentem. Põem uma máscara fria e reservada para proteger suas emoções. Tem necessidade de vínculos seguros e estáveis. Só se ligam à situações confiáveis.
Sentem-se muito mal quando dependentes emocionalmente e materialmente de terceiros. Acham a dependência uma vergonha e as emoções, uma fraqueza. Bastante duros consigo mesmos, se tratam com austeridade e crítica quando estão derrotados por algum sentimento. Quando atingidos emocionalmente se fecham, ficam impenetráveis e precisam de um tempo "a sós" para lidar com seus próprios sentimentos.
Quanto mais atingidos, mais controlados se tornam e menos demonstram o que sentem. Lidar com os próprios sentimentos ou os alheios é sempre problemático para esta Lua, já que o controle é a palavra chave do Capricorniano. Com muito medo de não serem aceitos, com uma insegurança básica e um sentimento de rejeição estrutura, costumam ostentar uma indiferença para mascarar essas fraquezas. Orgulhosos, para eles demonstrar carência é se expor demais.
Sentem-se emocionalmente seguros quando estão produzindo, estabilizados materialmente e reconhecidos dentro da profissão. A vida material é para eles uma fonte de nutrição emocional. O que mais os magoa é não se sentirem respeitados e duvidarem de sua seriedade e credibilidade. Sentem-se mais seguros quando a situação é bem definida, objetiva e estruturada.
É possível que eles próprios se ponham tarefas e deveres excessivos e se cobrem perfeição. Obrigam-se a sair da cama doentes e ir trabalhar e se culpam se não o fizerem. Tem um medo muito grande de que alguma emoção mais forte burle o controle, ganhe expressão e vulnerabilize por completo toda a personalidade. Essa pessoas temem a vulnerabilidade que as emoções provocam e duvidam que possam ser atendidos quando suas necessidades forem expressas.
Quando estão mais carentes ficam pessimistas e irônicos. Donos de um senso de humor muito especial podem ser bastante engraçados, principalmente, quando estão emocionalmente atingidos. Brincam com os próprios sentimentos para tirar-lhe a severidade Não é fácil ficar íntimo deles. Conservarão uma certa formalidade, distância mesmo para as pessoas mais próximas. Tem sempre algo preservado neles.
Detestam toda forma de vulgaridade e demonstração pública de afeto. São bastante críticos com as pessoas mais próximas e querem torná-las perfeitas Sentem-se muito inseguros com pessoas incompetentes, por isso, preferem o apoio de profissionais. Quando querem criticar alguém se referem a eles como ridículo.




Chega a ser sinistro tamanha a quantidade de acerto, quase tudo o.O


Deixe um comentário