“(…) Me sinto estúpida por te querer tanto assim. Sinto tanto a sua falta meu amor. Será que eu devia te dizer que a felicidade acaba quando vais embora? Não consigo te tirar do pensamento por um misero instante. Devia eu dizer-te que esse coração pertence a ti? Olhe pra você meu bem, és lindo. Ah como eu queria deslizar meus dedos por entre os teus cabelos negros, acariciar tua face e olhar bem fundo nos teus olhos. Não precisaria falar mais nada, meu olhar entregaria tudo aquilo que as palavras jamais saberiam dizer. Pelo meu olhar saberias que eu te amo da maneira mais pura e sincera, com esse meu jeito todo errado, todo do avesso, mas que te amo e que ninguém no mundo será capaz de amá-lo assim.”


Deixe um comentário