Tumblr_mdg4dnqbmp1qgf703o1_500_large

Aquela chuva idiota que nunca passava. Lilian estava sentada no meio do salão  de entrada da faculdade esperando que o tempo melhorasse para poder ir embora. Maldito dia que resolvera ir de taxi para a aula. Agora, devido a chuva forte ela não conseguia nem sair do prédio ou seria carregada ou pela enchente ou pelo vento. Observando as portas de vidro do local ela via pessoas correndo com seus guarda chuvas coloridos, algumas o seguravam para que os objetos não fossem levados pelo vento, outras não tinham essa sorte toda, fazendo com que suas roupas ficassem encharcadas.
No passado dias de chuvas costumavam ser mais interessantes. Quando criança ela sempre era repreendida pela mãe por sair correndo quintal a fora pulando nas possas com o irmão mais novo. Em decorrência disso quase sempre ficava resfriada, mas era um mal que não se importava em sofrer. Hoje, no entanto aquelas gotas pesada apenas a deixavam melancólica. Queria estar em outro lugar, de preferencia em um em que a “água” caísse em forma de flocos de neve.
Fechou os olhos imaginando-se em uma praça em que havia estado meses atrás em uma viagem. Lembrava-se perfeitamente de ter as costas atingidas por bolas de neve atirada por Daniel que insistia em fazer uma guerra de neve. Em principio ela não estava muito afim, mas depois da quarta provocação a garota abaixou-se enchendo as mãos com uma punhado de neve. Em um arremesso certeiro atingira a cabeça do rapaz, que lhe mostrou língua  e começou a correr atrás dela para revidar o ataque.
- Pensando na vida – ouviu uma voz conhecida atrás de si. Ela riu ainda de olhos fechados balançando a cabeça afirmativamente. – Espero que eu esteja incluso nesses pensamentos ou terei de lhe fazer uma lavagem cerebral. – provocou ele.
- Dan, alguém já lhe disse que você é muito convencido ?
- Até que dizem, mas eu não acredito muito em intrigas da oposição... - o rapaz disse todo emprumado e caiu na gargalhada  depois sentou-se do lado da meniana e passou um braço em torno de sua cintura. - Entrando em um assunto mais interessante, que tal visitarmos aquela estação de esqui em Van city esse final de semana?
O rapaz perguntou como quem não queria nada, Lilian abriu um sorriso enorme e pulou no pescoço do namorado, que as vezes tinha o estranho poder de adivinhar seus pensamentos.

Por:  Priscila M. Santos (e todo o seu tédio) -  09/01/2012 – 14:45 horas


Deixe um comentário